24 de mai de 2013

Novo começo, nova vida, nova eu.

Se mudar de casa é um saco, ainda mais quando meu ex-namorado me disse que era pr'eu sair de casa só porque ele conheceu uma nova garota. Novo começo, nova vida, nova eu, como diz o título da postagem.

No começo já tinha me acostumado, inclusive já arrumado um novo namorado chamado Pau, que tinha certa parte do corpo grande. Os olhos. Mas aí as coisas começaram a ficar estranhas, começando por uma revista da Playboy que encontrei no banheiro.

Liguei para Pau: "Essa revista não é minha! Calma amor, as pessoas se enganam. Você pode ter comprado achando que era uma revista de boa forma sua gorda." Achei estranho.

De madrugada fui dormir com meu namorado, aí senti uma coisa estranha, tipo a presença de uma terceira pessoa. Eu avisei ao meu namorado, e ele disse que não era nada e que era pr'eu voltar a dormir. Então ele me deu uma pancada na cabeça com um martelo e eu dormi.

Na noite seguinte eu estava assistindo TV (algum desenho amaldiçoado da Nickelodeon) quando olhei lá pra fora e vi alguém, uma mulher, que saiu correndo. Eu disse ao meu namorado e ele me chamou de biruta.

Na manhã seguinte eu estava arrumando a casa, foi quando encontrei minha própria calcinha embaixo da cortina. Que estranho, não lembro de ter trocado de roupa lá.

Certo dia eu estava mexendo no meu PC, quando notei que o WiFi estava sendo utilizado. Tudo bem que o meu namorado podia estar usando a internet, mas haviam três pessoas usando a internet ao mesmo tempo. Chamei meu namorado e disse pra irmos à polícia. Ele disse que eu estou louca. Eu não estou louca. Aaaaahhhhhhhhhhh...!

Desde este dia escuto meu namorado gemendo (durmo de costas pra ele), mas também ouço uma segunda voz gemendo. Será que ele está me traindo? Não. Pau não teria coragem. Mas ele nunca me deixou chamar a polícia.

Na tentativa de descobrir o que ele estava aprontando, me exclui da sociedade e comecei a acessar o Facebook dele. Ele adicionou uma coleguinha... Que fofo! Mas botaria igual a uma galinha meu plano em prática. Liguei pra ele e disse que não estava em casa e iria demorar 132 anos. Ele veio por trás de mim e perguntou por que eu estava mentindo?

Noutro dia eu ouvi alguém na cozinha. Peguei uma faca e comecei a esfaqueá-lo. Era só um ratinho...





Aaaaahhhhhhhhhhh! Um raaaaaaaaaaaaaato!

Olhei na parede e estava escrito a batom:
"I ♥ you."

Chamei a polícia que não encontrou nada, e ainda me chamaram de louca. Fiquei com ódio e soquei a cara do policial.

Hoje estou presa. Liguei pro meu mô pra ele pagar fiança, mas ele esfregou sua nova namorada na minha cara, e a vaca ainda usava a minha calcinha, e usava batom da mesma cor que as letras da parede.

Um comentário :

Receba nossas atualizações por e-mail