17 de jan de 2013

Doug: O episódio perdido



Eu sou um marmanjo que tem medo de desenhos animados. Eu tenho medo de Bob Esponja, My Little Pony, Meninas Super Poderosas... Mas o desenho que mais me dava medo era o Doug, o moleque que sofria de bule buylling e viaja na Paty Maionese através de drogas para fugir da realidade assim como você está fazendo agora e não percebe.

Ia passar de novo, mas meu filho ficou assistindo Backyardigans. Bom para ele, aqueles demoninhos não me passam confiança. Na sexta-feira meu filho morreu, então pude assistir Doug.

Na hora o sentimento de nostalgia bateu mais forte.

Eu tinha sonhado com o desenho antes dele passar na TV e... O que importa? A abertura começava estranha. As linhas formavam Justin Bieber, Restart, dançando no Carnaval. Que cena horrível! Depois aparecia Doug e Samara Morgan num quartinho escuro, hum... Aí aparecia escrito Doug só que não aparecia o Skitter (o Smurf da série).

O episódio começava normal com Doug pensando na prova que ele ia ter, mas não estudou (um Mindfuck). Apareceu várias cenas rápidas, estilo Suicídio do Lula Molusco, mas não consegui entender o que era. Doug começava a ter suas fantasias sexuais e a professora lhe dava zero. Todos riam diabolicamente igual ao Shao Kahn.

A animação mudava para tons mais escuros. Quando Doug se sentou na sua cadeira a animação voltou ao normal. Doug caminhou até a sua casa. Costelinha (nossa sátira autorizada chama de Costeleta) o cumprimentou. De repente a tela piscou e Costelinha virou Justin Bieber e estrupou Doug. Sua casa (a dele não a sua) se transformou num grande show de gurias retardadas. A tela piscou novamente e tudo voltou ao normal. Mas Doug ainda está noiado. Ele vê a sua família se transformar na banda Restart. Aí o capeta levava todos para o inferno e eles passavam a eternidade sendo torturados.

Não vi nada de anormal no desenho.

5 comentários :

Receba nossas atualizações por e-mail