28 de fev de 2013

Os Rugrats: A Origem de Dil



Eu adorava assistir desenhos animados quando criança. Adorava os Nicktoons originais então decidi que iria trabalhar na Nickelodeon. Consegui trabalhar lá... Como mendigo.

Um dia, tentaram me expulsar. Saí correndo e consegui entrar numa sala com uma placa escrito NÃO ENTRE. RISCO DE VOCÊ VIVER UMA CREEPYPASTA. Ignorei a placa e entrei.

Para minha surpresa a sala estava cheia de creepypastas e hentais.



Vi um monte de amarzenadores de memória (vulgo Pen Drives). Um dizia "Cry Baby Lane", o outro dizia "Rugrats - Dil". Acha que eu sou besta? Eu sei que "Cry Baby Lane" é uma creepypasta então eu roubei o "Rugrats - Dil".

Revirei o lixo até achar um PC que ainda funcionava com Windows XP. Havia um vídeo no formato.avi (que novidade). Clique aqui para ver o post original Cliquei no vídeo e ele abriu.

A abertura estava bem sinistra com Samara dançando balé. Com a queda do sucesso de Rugrats, eles ficam pobres. Tommy está igual a um menino do buchão com barriga d'água.

Apareceu um vulto sem sentido e Didi chorando comendo biscoitos. Ela segurava um feto de brinquedo (existe isso?) Tommy chega e lhe pede alguns biscoitos. Ela joga o brinquedo na cabeça dele, ele morre e fim.

Devolvi o Pen Drive sem que ninguém soubesse. Quando saí todo mundo sabia que eu tinha roubado o Pen Drive. Um deles se aproximou e disse: "Era uma desenhista que trabalhava aqui chamada Susan Boyle.

Ela havia escrito alguns scripts decentes, mas aí ela ficou grávida de um filho que nasceu gay, então ela tentou se livrar dele. Pra piorar sua situação, seu marido lhe meteu chifres com a vizinha gostosa. Ela ficou birutinha.

Depois ela se suicidou. Enquanto a polícia investigava encontraram sua casa toda suja (não a sua, a dela... A sua também) com a louça toda pra lavar, ou seja, além de péssima mãe e esposa é também péssima dona-de-casa"

Continuo mendigando na frente da Nickelodeon, e estou arquitetando um plano para roubar o Pen Drive do "Cry Baby Lane".

5 comentários :

Receba nossas atualizações por e-mail