27 de ago de 2013

Rosto.jpg



“Ai, como sou bandida.”
Em 1991 (8 anos antes da última postagem) a polícia teve acesso ao arquivo de um assassinato. Como sou estagiário [trilha de risos] tive completo acesso ao arquivo.

Eu invadi a sala “ARQUIVOS OBSCUROS” onde procurei por um crime qualquer. Na base do mamãe mandou escolhi o arquivo mais bizarro de todos (e foi só uma coincidência). Haviam relatos do assassinato, depoimentos dos vizinhos, quem punhetava pela vítima, etc. Porém haviam dois arquivos: “Bandida.jpg” e “Expanação.dog doc”. A imagem JPG era de uma pessoa com cara de idiota que foi tirada com uma câmera de péssima qualidade (provavelmente uma Tekpix) e segue anexo o documento “Expanação.doc”.

O assassino disse que foi efeito da imagem. Desde que a baixou do site PornImages teve pesadelos com a frase “Væ ₫är o cû sëù ßætolà” e a pessoa da foto só se ele matasse a chata da filha dele. Ele então a matou e escreveu “Væ ₫är o cû sëù ßætolà” na buceta dela. Os vizinhos chamaram a polícia, não porque ele matou a menina, que ninguém gostava, mas porque o sangue dela causou um desequilíbrio ecológico.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Receba nossas atualizações por e-mail