1 de jan de 2014

Hora de dormir III (pt. 6)

Oiiii genti, Divina aqui, mentira aqui é o Zé Pequeno, e como ninguém reclamou na demora dos capítulos dessa série lixosa sair, vou postar outro capítulo dela, querendo vocês ou não, agora leiam essa porcaria.
~~~~~~~

Eu estava em pânico, as coisas não faziam mais sentido para mim, o monstro me ataca em qualquer oportunidade e não sabia o que fazer. Sinto que estou entrando em uma terrível paranoia, ontem senti uma vontade de fazer uma conta no orkut mas resisti, não posso deixar que essas alucinações do inferno controlem minha maior vontade: descobrir quem é o monstro e fazer uma ménage com ele. Mas esse era só o começo das minhas alucinações e paranoias. No ano novo, algo me fez escrever uma piada escrota de "lembro de 2013 como si fosse ontem" no meu facebook, e dizendo que eu ia assistir a A Fadinha do Brasil. Não aguento mais, isso está acabando comigo.

Foi então que eu decidi ir para um esconderijo, onde eu guardava dentro do meu oco (!!!!) um brinquedo da minha mãe que achei dentro das gavetas dela. Era algo grande, rosa e com uma cabeça achatada, quando eu achei, minha mãe ficou surpresa e me disse para esconder, dizendo que era um foguetinho de brinquedo, e como um segredo nosso, eu guardei lá dentro, e lá está, só o tiro de lá algumas vezes, nos meus momentos de tédio.

Eu então peguei ele do meu oco e decidi brincar um pouco, minutos se passaram, fiquei entediado do mete-mete e enfim dormi como uma princesa. 

Quando acordei, tive uma surpresa assustadora. Dizem que as mensagens mais simples são as que mais deixam um oco em você. Estava lá, o foguetinho rosa vibrante que minha mãe tinha me dado quando criança, ao meu lado e todo sujo de merda. 

Está creepypasta é um lixo mal escrito. Veja os outros e polua sua mente:


2 comentários :

  1. Gnte kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Amando o esse lugar, vou ler todos os posts antigos. Kkkk ri demais com o "zé pequeno"
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir

Receba nossas atualizações por e-mail