31 de ago de 2013

Love Story

Essa é uma creepypasta muito chorosa, se você é antissentimental, xô!

Eu amava minha esposa, coisa rara de se ver, mas eu a amava pois, só a traía aos domingos. Então ela saiu para fazer uma lipoaspiração e aplicar botox no hospital do Dr. Rey. Porém só a caveira dela voltou, mas eu não achei que ela tinha morrido.

Eu caminhava conversando com ela, enquanto pessoas me olhavam e me atiravam pedras, e eu achava que era inveja.

Mas aí a sogrinha ligou para mim e disse que haveria um funeral da Kateson Kristen Feicibúqui Xonoxonowatverteson Killbill Billboard Mattson Cunha Passelepinto (nome simplório da minha namorada. Eu olhei para para a caveira da minha namorada e disse:

— Você tá morta, né sua vagabunda?

Eu a agarrei e a atirei do 15º andar, mas ela não morreu, pois já está morta.

Fiquei na dúvida e perguntei a ela:

— Se lembra àquele docinho que pedi para você levar para a sua mãe?

— Sim, mas no meio do caminho me deu fome e eu acabei comendo.

— Aquilo era macumba pra sua mãe morrer!

Enfim, eu fiquei com a caveira dela por alguns dias. Meus amigos quando a viam, saíam correndo, o que deu pra perceber que ela era visível. Mas ela seria cremada e seu pó seria jogado no olho de muita gente. Neste tempo ela já estava podre, e fedia, mas eu a amava. Beijava sua caveira enquanto pus escorria para minha boca, até transei com ela.

Mas ela foi esfarelando e entrou pó na minha boca e eu quase morri engasgado e fiquei #chateado :(

E com tudo que aconteceu, esqueci de processar o Dr. Rey.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Receba nossas atualizações por e-mail