31 de jul de 2013

Sara O'Bannon

Caixões costumavam ter furos para que os supostos mortos, caso estivessem vivos, morreriam com terra entrando dentro do caixão. Em uma cidade perto de Londres, enquanto todos conheciam o nome do filho de Kate, Harold era assombrado por uma mulher que tentava desesperadamente sair do caixão.

— Você é Sarah O'Bannon?

— Cleópatra que eu não sou.

— Aqui diz que você morreu em 20 de fevereiro de 1857, certo?

— Certo.

— Mas já estamos em agosto.

— Nuss...

— Você está morta, né?

— Não... Eu gosto de dormir em caixões.

Harold tampava a saída de ar enquanto Sarah gritava: "Não! Converse comigo! Eu transo com você!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Receba nossas atualizações por e-mail