10 de set de 2013

Robert, O boneco.

Por volta de 1999 a.c, um rico homem chamado Dr. Otto vivia em Key West e lá com ele moravam diversos escravos (vagabundos que deviam dinheiro) que ele havia sequestrado do Bahamas. No que muitos dizem ter sido um ato de revéngi, um dos servos deu ao filho daquele cara aí de cima que eu esqueci o nome um boneco de barbantes, pano, palha, garrafa de pinga, punhal, livro de satanismo e um DVD da Xuxa que só toca ao contrário. Eugene deu a Robert o boneco seu nome de Robert e fez com que todos o chamassem de Gene.

Muito preocupantes foram os eventos que rolaram nos próximos episódios de Malhação dias. Taças e talheres estavam sendo retiradas da sala de jantar e apareciam misteriosamente dentro do bolso do boneco, mas como o povo de lá era idiota o bastante para não queimar aquela desgraça, eles colocavam a culpa no menino, até mesmo quando os brinquedos favoritos dele apareciam mutilados. Ah claro, ele iria destruir os brinquedos que ele mais gosta por motivo algum, povo inteligente esse não? Eugene cresceu, teve uma esposa, blá blá blá, e então chegamos a parte que importa nessa merda.

Eles logo se casa e se muda para a casa em Key West, e pede para construir um altar de adoração para aquele boneco do capeta, com hidromassagem e pornochanchada para bonecos. O casamento foi um desastre, pois o idiota do Eugene queria levar ele para tudo quanto era canto. Alguns gurius retardados diziam ter visto o boneco dançar quadradinho de oito, mas como a música não existiam naquela época, alguns teorizam que na verdade ele estava dançando uma música do Ney Matogrosso.

Conforme aquele povo todo ficava véio, mais fulero o dono do boneco ficava, isso durou até sua morte em sei lá que ano, porque eu fiquei com preguiça de ler o texto original todo.


Após looooongos anos, Robert finalmente foi jogado... para o Museu  East Martelo, e sob demanda popular foi exposto a exposição, ao invês de botar fogo nessa desgraça logo. Muitos dizem que ele perdeu o poder mágico, mas após os donos do Museu terem injetado seu remedinho, ele retornou com mais tretas do que nunca e continuou a assombrar a galera, como desligar marca-passos e queimar vibradores embutidos nas calcinhas e sua voz dizendo: "Robert é o caralho, meu nome é zé pequeno!"

RÉPI RELOHIN!!!!



2 comentários :

Receba nossas atualizações por e-mail